article image

eTwinning na Polónia – uma pequena escola numa aldeia no pitoresco vale do rio Wieprz

Na Comuna de Lubartów, no leste da Polónia, podemos encontrar a Escola Básica de Szczekarków. A aldeia está situada no pitoresco vale do rio Wieprz.

Szczekarków é um subúrbio de Lubartów, um pequeno e agradável município com vários monumentos barrocos, tais como a Basílica de Santa Ana ou o Palácio Sanguszko.

 Polish1

Atualmente, a aldeia conta com aproximadamente 750 habitantes, dos quais 57 são alunos que frequentam a nossa escola. Os alunos estão divididos em cinco turmas com vários anos de escolaridade. Também existe um grupo pré-escolar com 21 crianças, cujas idades vão dos 3 aos 5 anos. A escola tem oito salas de aula, equipadas com quadros interativos, projetores e ecrãs. Também existe uma pequena biblioteca. As instalações da escola são igualmente utilizadas para a prática desportiva: um ginásio, um campo de futebol e um parque infantil. Existem 18 professores e a maioria tem de trabalhar em escolas diferentes para trabalhar a tempo inteiro.

 Polish2

Edyta Borowicz-Czuchryta trabalha como professora de inglês há 20 anos. Começou em 2009 a sua aventura com o eTwinning e desde então assume funções como embaixador da plataforma. Questionada sobre os desafios que uma escola numa zona rural enfrenta, contou-nos:

Todos sabemos que as escolas pequenas estão a fechar devido a questões económicas. É triste porque vivemos numa época em que os alunos já não são o fator mais importante. A distância entre as casas dos alunos e a escola é sempre um problema, o que significa que as crianças passam muito tempo fora de casa em deslocações para a escola, mesmo desde tenra idade.

Além disso, é muito difícil planear o ano letivo e preparar um horário que acomode tanto os alunos que vêm de diferentes áreas, como os professores que trabalham em várias escolas.

Devido à escassez de escolas nas zonas rurais, é frequente existirem turmas com vários anos de escolaridade. Graças a este sistema, que mistura vários níveis de aprendizagem, a nossa escola pode dar resposta aos nossos alunos.  Os professores não se sentem sozinhos, pois podem destacar os alunos mais velhos para ajudar os mais novos. As crianças mais novas também podem procurar orientação junto dos alunos mais velhos e não apenas junto do professor e, desta forma, aprendem a entreajudarem-se.

Quando é atribuída a um professor uma turma com vários anos de escolaridade, as necessidades dos alunos devem ser identificadas. As atividades em grupos pequenos são um dos melhores métodos para lidar com uma turma de vários níveis. O professor pode criar atividades centradas na comunicação, que desafiem os alunos a utilizarem a linguagem e os seus conhecimentos, aprendendo entre si. O ensino de um professor numa turma com vários anos de escolaridade tem de ser flexível, já que poderá ser necessário modificar os planos de aula com bastante frequência. Um professor que tenha uma atitude descontraída também incentiva os alunos a relaxar e a desfrutar da aula.

Uma das grandes vantagens das escolas pequenas em meios rurais é a possibilidade de colaborar diretamente com a comunidade local. Com um pouco de esforço, uma escola pequena consegue facilmente envolver os pais na sua rotina.  

Por exemplo, em 2016, participámos num concurso global organizado pelo Ministério da Educação italiano. Graças à colaboração com a comunidade local, que apoiou a nossa escola, ficámos em primeiro lugar entre vários milhares de escolas de todo o mundo.  Um ano mais tarde, a escola participou num concurso para ganhar um parque infantil. Ganhámos graças ao apoio da comunidade local. Meio ano mais tarde, os nossos alunos puderam desfrutar do maravilhoso parque infantil ao lado da escola.

Um conselho que sigo todos os dias é "Não é importante o que a escola tem, mas o que se pode fazer com o que a escola oferece". Quando um professor é suficientemente imaginativo, podem acontecer maravilhas.

O programa eTwinning ajudou-nos a relacionar a matriz curricular geral com os interesses dos alunos. É uma grande promoção para a escola na comunidade local, na região, no país e na Europa. Graças a várias atividades, a escola recebeu o título de "Uma Escola para uma Medalha" e "Uma Escola na Nuvem". Após um dos encontros online com os colegas, um dos alunos disse: "Uau! Isto é espantoso!!! Foi uma verdadeira aula de inglês, e a própria língua é um grande instrumento de comunicação e não apenas mais uma disciplina enfadonha na escola".

Faz agora um ano que a pandemia nos obrigou a procurar alternativas de ensino seguras. Introduzimos o Office 365 na nossa escola há um ano.

Os alunos também precisam de atividades criativas para desenvolver os seus interesses. Por isso, organizei uma "Noite de Poesia" online no Teams. No aniversário da Revolta de Varsóvia, participámos na campanha dos narcisos. Realizámos projetos eTwinning, que através das atividades, colaboração e reuniões online com os parceiros permitem-nos variar as aulas. Também temos lançado desafios no âmbito do jogo Minecraft. Temos passado algumas noites na Internet a construir a nossa escola, uma casa na árvore, a Polónia ou o Palácio Sanguszko, em Lubartów, no mundo do Minecraft. A educação consiste no processo de ensino-aprendizagem e muito mais...