article image

A Comissária Mariya Gabriel visita a Casa da História Europeia

Para combater a desinformação, é necessária uma abordagem multidimensional que inclua a transparência das notícias online, o pluralismo e a independência dos meios de comunicação e o desenvolvimento de ferramentas para verificar os conteúdos.

Mariya Gabriel, a Comissária para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, visitou a Casa da História Europeia a 29 de junho de 2021 para ver a exposição “Fake For Real, A History of Forgery and Falsification” (Uma história do falso e da falsificação).

A exposição demonstra uma história de falsificação que se remonta há quase 2000 anos - com o objetivo de sensibilizar para o quão fácil e perigoso é hoje em dia enganar os seres humanos a acreditarem em algo falso.

O eTwinning tem combatido as "fraudes" desde a sua fundação em 2005. Contudo, ficou claro durante 2020, o ano da pandemia de Covid-19, que a exposição dos cidadãos à desinformação é um grande desafio não só para os adultos, mas também para os estudantes.

Estas foram as declarações da Comissária Gabriel sobre a exposição:

"É muito importante porque podemos ver que por vezes, mesmo na nossa história, existem factos importantes que se tratam de notícias falsas. O que me agrada muito na exposição é a forma interativa através da qual transmite os conhecimentos, tornando-a num jogo (por exemplo, para os nossos filhos). Sabemos que é outra forma de chegar a mais pessoas, de chamar mais atenção para este tema. Mostra como é importante, por um lado, ter aprendido as lições da nossa história, mas, por outro lado, o quão importante é educar a geração mais jovem, a próxima geração, de uma forma mais inovadora e mais interativa".

Após o final da sua visita, a Comissária Gabriel encontrou-se com um representante do Serviço Central de Apoio eTwinning. Sobre a questão do papel dos professores e do eTwinning - a comunidade online de professores na Europa – na preparação dos alunos com as competências necessárias para combater a desinformação, a Comissária Mariya Gabriel afirmou o seguinte:

"Os professores têm um papel crucial a desempenhar porque são eles que podem realmente fazer com que os jovens compreendam o significado de pensamento crítico e como fazer escolhas informadas. Os professores também precisam de ter acesso a diferentes competências, a diferentes ferramentas, e é por isso que o eTwinning é tão importante. Por um lado, os professores podem trocar impressões sobre boas práticas, podem ter acesso a materiais online e a pedagogias inovadoras e, por outro lado, esta é a melhor forma de chegar aos jovens e fazê-los compreender que têm ferramentas à sua disposição. Está nas suas mãos fazerem escolhas informadas e isso é muito, muito encorajador. É por isso que conto muito com o eTwinning".