article image

Workshop de desenvolvimento profissional no Chipre: alterar a cultura escolar em direção a uma escola democrática

Em Limassol, Chipre, realizou-se com grande êxito, de 16 a 18 de maio de 2019, um workshop de desenvolvimento profissional eTwinning, reunindo 90 eTwinners e peritos de 23 países europeus..

A conferência concentrou-se na forma como se pode utilizar a educação para promover a participação, a ética e a cidadania democrática, em linha com o tema anual do eTwinning, a participação democrática.

No início do workshop, os participantes foram recebidos por Christos Hadjiathanasiou, diretor da educação primária do ministério de educação e cultura cipriota, que destacou a importância do papel dos professores na sociedade: “como docentes, temos um importante papel para com a sociedade e o tipo de sociedade em que queremos viver”.

Dra. Tereza Markidou, experiente professora de arte e colaboradora em matérias científicas na Universidade Europeia do Chipre, realizou o discurso principal, no qual enfatizou a relação existente entre o ensino de arte e a democracia, discutindo exemplos de práticas em torno da arte nas escolas cipriotas. Durante a sua intervenção, sublinhou a importância da participação democrática, afirmando que “a democracia deveria ser barulhenta”.

Irene Pateraki, gestora da pedagogia e monitorização do eTwinning, deu um discurso de inauguração inspirador sobre a “democracia em ação através do eTwinning”, tendo também dirigido uma sessão interativa sobre a democracia em prática para encerrar o programa. Pateraki comentou que a “A democracia não se pode dar como garantida, nem é algo com nasçamos. A democracia é ensinada!”.

O segundo dia ofereceu um programa recheado de atividades, incluindo vários workshops, tais como “Hackear o ódio e capacitar a cidadania democrática”, liderado por Sabrina Vorbau, do projeto SELMA. Os participantes debateram sobre como se pode promover uma consciencialização, tolerância e respeito mútuos, por meio de uma abordagem global de capacitação que enfrente as demonstrações de ódio online, principalmente nas escolas.

Elena Papamichael, Dra. do Instituto Pedagógico do Chipre, dirigiu o workshop “O ensino de temas polémicos no contexto do ensino de questões de direitos humanos e de cidadania democrática”, concentrando-se no valor pedagógico do ensino de assuntos controversos, assim como as técnicas e estratégias disponíveis para tratar temas polémicos inesperados que possam surgir em aula.

No último dia, Claire Morvan, gestora de comunicações do eTwinning, encerrou o encontro com uma atividade de networking na qual os participantes demonstraram o seu entusiasmo e motivação para partilhar ideias, pondo-se à prova com exercícios de oratória.