article image

Conferência anual eTwinning em Varsóvia: O património cultural da Europa nas salas de aula

A conferência anual eTwinning arrancou na quinta-feira, 25 de outubro, em Varsóvia, Polónia, e reuniu professores, legisladores e especialistas de toda a Europa para discutir a riqueza do Património Cultural da Europa.

Reuniram-se, durante o primeiro dia, mais de 500 professores para ouvir os discursos de abertura de Tibor Navracsics, Comissário para a Educação, Cultura, Juventude e Desporto, e de Anna Zalewska, Ministra da Educação da Polónia.

Tanto o Comissário como a Ministra destacaram a importância do eTwinning no desenvolvimento profissional dos professores europeus. Tibor Navracics expressou o seu orgulho nos mais de 600 000 professores agora registados na comunidade eTwinning, pretendendo que o projeto atinja os 1,5 milhões de professores dentro dos próximos sete anos, contribuindo para uma educação europeia de maior qualidade e inclusividade.

eTwinning Annual Conference Navracsics

Michael Teutsch, da Comissão Europeia, também ofereceu um balanço e os destaques do eTwinning no futuro programa Erasmus+. Este realçou que a Comissão Europeia quer que mais pessoas na Europa beneficiem do programa Erasmus+, sendo que o eTwinning pode alargar e aumentar as oportunidades para os alunos em toda a Europa e mais além.

eTwinning Annual Conference Teutsch

O discurso principal foi proferido por Sneška Quaedvlieg-Mihailović, Secretária-Geral da Europa Nostra.

eTwinning Annual Conference Sneska Quaedvlieg-Mihailović

Durante o discurso, Sneška Quaedvlieg-Mihailović destacou a importância do Património Cultural como parte do futuro da Europa, relembrando-nos que o “património cultural é muito mais que tijolos e pedras”. A Cultura, de acordo com Quaedvlieg-Mihailovic, “captura as diferentes camadas da nossa identidade” e os sítios de património na Europa “contam-nos histórias locais, regionais, nacionais e europeias e, através destas, cultivamos a diversidade e o sentimento de pertença a uma comunidade”.

Após o jantar, apresentou-se a hora de celebrar os Vencedores dos Prémios Europeus de 2018. Os projetos vencedores das categorias etárias e das categorias especiais foram chamados ao palco para receber os prémios.

IMAGINE... Together for the world

ICT World 2017

National Parks = International Treasure

No segundo dia, os professores e os líderes de workshops circularam pelo espaço da conferência. Este foi um dia repleto de workshops e de sessões de formação.

As sessões giraram à volta do tema anual de Património Cultural da Europa. Foram realizados vários workshops pelos amigos do eTwinning: “Ensinar por meio do património cultural” pela Europeana (Milena Popova);Direitos culturais e cidadania global” pela Terre des Hommes (Lysiane André); e “Identidade = observar e ser” pela Casa da História Europeia (Guido Gerrichhauzen).

Peritos como Gábor Sonkoly, Reitor da Faculdade de Humanidades da Universidade de Budapeste Eötvös Loránd, Kati Nurmi, gestora do projeto Heritage Hubs da Associação de Ensino do Património Cultural da Finlândia, G. M. Gijs van Gaas, do Instituto de Formação de Professores da Universidade Fonty de Ciências Aplicadas, e Johan Mårtelius, historiador de arte no Instituto Real de Tecnologias de Estocolmo, dirigiram workshops inspiradores e transmitiram o valor intrínseco e a plasticidade do Património Cultural e respetiva utilização em salas de aula.

Por último, os embaixadores eTwinning partilharam as suas experiências e conhecimentos através de workshops interativos e os premiados apresentaram os segredos por trás do seu sucesso. Saiba mais sobre os workshops aqui.

No terceiro e último dia da Conferência Anual, Marc Durando, Diretor Executivo da European Schoolnet, pronunciou um interessante discurso sobre a situação atual da educação na Europa. Durando afirmou que se a pedagogia for bem realizada e a tecnologia for integrada em conformidade, a aprendizagem através do eTwinning tornar-se-ia mais simples, mais aprofundada e ainda mais envolvente. O eTwinning tem um impacto positivo na pedagogia e no currículo nacional, devendo expandir-se.

Após o discurso principal, realizou-se um painel de discussão entre líderes de workshop e professores participantes na conferência. Um dos pontos alto da conversa ocorreu quando um aluno croata participante na conferência e líder de workshop, Davor Japunčić, falou da plateia e partilhou as suas ideias com os restantes, pedindo por mais metodologias pedagógicas participativas e interativas no eTwinning!

O encerramento da conferência foi realizada por Tapio Säävälä, Chefe de Unidade na EACEA. Säävälä afirmou que os professores podem ser agentes de mudança e que o eTwinning torna isto possível. Este fez ainda um apelo no sentido de uma ação mais alargada no ensino e formação vocacionais.