article image

“Creative Classroom” (Sala de Aula Criativa) – sete anos de viagem criativa

O “Creative Classroom” atingiu agora o seu sétimo ano de actividade criativa, tornando-o no mais antigo grupo eTwinning em destaque. Com quase 7,000 membros, este é também um dos maiores. Como o nome sugere, o grupo é dedicado à partilha de experiências, ideias, participação em actividades criativas, webinars e campanhas para professores.

Os Grupos eTwinning em Destaque são plataformas privadas para eTwinners discutirem e trabalharem em conjunto num dado tema. O objectivo é partilhar práticas, discutir metodologias de ensino e aprendizagem e obter apoio no desenvolvimento profissional através dos seus pares, em toda a Europa.

Tivemos a oportunidade de discutir o grupo “Creative Classroom” com a sua moderadora, Irene Pateraki, da Grécia, e fizemos-lhe algumas questões. Esperamos que ache as suas respostas tão reveladoras como nós achámos!

Como pensa que o grupo “Creative Classroom” pode enriquecer a prática diária dos professores que fazem parte deste?

O grupo “Creative Classroom” é mais do que um grupo, é uma comunidade de pessoas que têm vontade de experimentar novas abordagens de aprendizagem, participar em eventos, aceitar desafios criativos. Os professores têm a oportunidade de partilhar as suas práticas e obter ideias uns com os outros. Os membros podem encontrar muitos materiais úteis que os podem ajudar a enriquecer a sua prática diária na escola. Existem, desde Setembro, actividades especiais nas quais os alunos também participam. Por exemplo, último Setembro lancei uma competição para um poster sobre cidadania digital. Estudantes entre os 5 e os 19 anos de idade participaram, criando posters em 5 áreas: acesso digital, comunicação digital, cidadania digital, literacia digital e etiqueta digital e segurança. O resultado final está disponível aqui.

Pode partilhar connosco algumas dicas em como os professores podem estimular e envolver os alunos em actividades criativas em escolas, mesmo que isso não faça necessariamente parte do currículo?

Os alunos aprendem melhor quando se divertem mas isso não é uma tarefa fácil para os professores, especialmente no 3º ciclo e secundário. E. De Bono disse: “Criatividade envolve quebrar padrões estabelecidos para ver as coisas de forma diferente”. De forma a atingir isso, os professores devem dar oportunidade aos alunos para serem críticos, partilharem ideias, questões, trabalharem juntos para chegar a um objectivo, olhar os problemas de novas formas e tentar novas abordagens para fazer coisas. Dê uma olhadela neste vídeo que explica como podemos ajudar os nossos alunos a irem mais longe... e além!

A biblioteca digital do grupo é uma colecção impressionante, que inclui poemas, actividades teatrais, músicas e até um livro de artes. Como pensa que estes materiais ajudam professores a incluir mais criatividade nas suas aulas?

O grupo “Creative Classroom” é uma comunidade de partilha de boas práticas. Os professores podem partilhar o seu trabalho e este fica disponível para todos na biblioteca digital. Os professores têm a oportunidade de ver o que outros professores fazem nas suas salas de aula, tiram ideias e implementam-nos da mesma ou de forma diferente com os seus alunos. Nós estamos a tentar disseminar o trabalho dos professores de formas diferentes. Para além da biblioteca digital, todos os anos nós organizamos uma conferência online. Os professores têm cinco minutos para apresentar os seus projectos, actividades e ferramentas a outros professores. É um evento organizado aos sábados e tem a duração de seis horas. Na última conferência online, 30 professores apresentaram o seu trabalho e à volta de 400 professores participaram em todo ou parte do evento!

Quais são as ferramentas que considera mais importantes que os professores necessitam de forma a encorajar criatividade na sua sala de aula e envolver os alunos?

Eu não penso que a criatividade precise de ferramentas específicas. Todos nascemos criativos, só necessitamos de um empurrão para descobrir os nossos talentos e mostrar a nossa criatividade. O segredo é não ter medo de experimentar coisas diferentes, novos métodos, novas abordagens de ensino. Podemos falhar, mas nunca iremos aprender se não tentarmos. Eu aconselho sempre os professores a fazer coisas que às vezes parecem loucas ou difíceis de se atingirem. Se eles acreditarem na sua ideia e estiverem entusiasmados, então os alunos irão aceitá-la e segui-los, especialmente se a ideia lhes parecer aliciante. Por exemplo, neste momento estamos a organizar o European Mannequin Challenge (Desafio do Manequim Europeu) no grupo. Os professores enviam o vídeo do Mannequin Challenge com os seus estudantes, que depois irá ser utilizado para criar um vídeo comum do European Mannequin Challenge para celebrar o Dia da Europa! Até agora temos 50 participações de 17 países e, em muitos casos, esta actividade fazia parte do seu projecto eTwinning.

Uma categoria interessante no grupo “Creative Classroom” são as Expert Talks (Conversas com Especialistas). Pode-nos dizer mais sobre esta série de eventos e qual o impacto que estas têm?

Eu comecei a organizar as Expert Talks em 2011, tentando ter uma todos os meses. No final do ano lectivo peço aos membros para completar uma ficha de avaliação em relação às actividades do grupo e propostas de tópicos para o ano seguinte. De acordo com os seus interesses, tento identificar especialistas à volta do mundo que estão interessados em partilhar o seu conhecimento com os membros do grupo. Penso que é uma óptima forma para todos aprenderem novas abordagens, novas ferramentas e actividades educacionais que são implementadas à volta do mundo. Até agora tivemos uma grande selecção de especialistas vindos da Universidade de Houston, Harvard, Queensland, etc. a tratar de tópicos como realização de filmes, aprendizagem baseada em jogos, banda desenhada digital, teatro, ensino inovador, educação móvel, literacia mediática, programação de computadores, engenharia da LEGO, criatividade, narrativa digital, diversidade cultural, cidadania digital, etc. São eventos de uma hora que oferecem imensas ideias novas e criativas. Porque como A. Einstein disse: “A criatividade é contagiosa. Passe-a adiante”.